HOME‎ > ‎GRELL_PT‎ > ‎Quem somos‎ > ‎

História

Em Setembro de 1975, o Prof. Enrico Anglesio eo Dr. Luc Raymond, durante uma reunião no IARC, lançaram as bases de um grupo científico dirigido aos países do Sul da Europa onde o estudo e o conhecimento do francês eram mais comuns do que o inglês. Esta proposta foi desenvolvida em Genebra com o Prof. Gustave Riotton e Albert Tuyns. Num documento datado de Outubro de 1975, afirma-se que Anglesio teria sido o Presidente provisório e Raymond o Secretário temporário desse grupo e eles agendaram a primeira reunião de fundação em Genebra (CH), de 27 a 28 de Março de 1976. Nessa reunião foram convidados os participantes para a reunião do IARC de Setembro de 1975, além disso, foram convidados a alargar o convite a peritos nos domínios do registo do cancro e da epidemiologia.

A primeira reunião teve lugar durante o dia da Ascensão (da qual deriva o nome original Grupo de Ascensão), participaram 50 especialistas, incluindo representantes do IARC e da OMS. Durante o encontro, discutiu-se a situação dos registos de cancro, principalmente em França, Itália, Suíça, Espanha e Portugal, tendo sido abordadas várias questões relacionadas com o registo, formação, classificação, colaborações e comparabilidade do cancro. O Secretariado do Grupo foi baseado no Registo de Cancro de Genebra. Um Comitê (Raymond, Anglesio, Berrino, Tuyns e Schraub) enviou, em colaboração com o IARC, um questionário aos Registos de Cancro (RC) para entender quais classificações e procedimentos foram utilizados, com o objetivo de melhorar a harmonização e a colaboração. A Comissão escolheu o francês como língua oficial para as reuniões e as comunicações. A segunda reunião foi planejada para os dias 19-20 de maio de 1976, em Milão, Itália.

O Grupo trabalhou durante 17 anos apoiando RCs na Europa e na África e América Latina, com base em recursos internos. Em seguida, com base no crescimento dos compromissos e das atividades, foi decidido formalizar o Grupo. Em 30 de Maio de 1992, realizou-se a primeira reunião da Assembleia Fundadora (A. Tuyns, L. Raymond, R. Zanetti, J. Estève, C. Martínez, H. Sancho- Garnier, F. Berrino, L. Cayolla da Motta, J. Faivre, M. Geddes, P. Schaffer, B. Terracini). Em 23 de Outubro de 1993, o Grupo de Registo e Epidemiologia do Cancro nos Países da Língua Latina, GRELL, foi estabelecido com base numa pesquisa por correspondência. O Estatuto define objectivos e actividades. O grupo tinha um secretário composto por um presidente (Raymond com prazo de 2-3 anos), um secretário (Zanetti 3-6 anos), um tesoureiro (Faivre 3-6 anos) e um representante do IARC (Faivre). A fundação do GRELL foi anunciada a todas as instituições e associações científicas relevantes.

A Assembléia Fundadora foi nomeada Coordenação do Grupo (CG). A CG, que reúne representantes dos diferentes países, reuniu-se regularmente para organizar todas as actividades da GRELL (a primeira reunião teve lugar em Grenada em 13 de Maio de 1993).

Ao longo dos anos, o Estatuto foi alterado no que se refere, por exemplo, ao número de representantes de cada país na CG, à residência legal, à utilização de consultores externos, etc.

Todos os anos, a GRELL organiza encontros científicos, todos os anos num país diferente: 1976 Genebra (CH), 1977 Milão (IT), 1978 Saragoça (ES), 1979 Lyon (FR), 1980 Viana do Castelo (PT), 1981 Besançon (FR), 1982 Lausanne (CH), 1983 Ragusa (IT), 1984 Madrid (ES), 1985 Porto (PT), 1986 Estrasburgo (FR), 1987 Ponza (IT), 1988 Pamplona (ES), 1989 Vevey (CH), 1990 Fort de France (Martinica), 1991 Lisboa (PT), 1992 Rapallo (IT), 1993 Digione (FR), 1994 Granada (ES), 1995 Lyon (FR), 1996 Genebra (CH), 1997 Florença (IT), 1998 Madeira (PT), 1999 Grenoble (FR), 2000 San Sebastian (ES), 2001 Neuchâtel (CH), 2002 Nápoles (IT), 2003 La Havana (Cuba), 2004 Montpellier (FR), 2005 Lisboa (PT), 2006 Palma de Maiorca (ES), 2007 Montreal (Canadá), 2008 Parma (IT), 2009 Lugano (CH), 2010 Toledo (ES), 2011 Caen (FR), 2012 Porto (PT), 2013 Siracusa (IT), 2014 Genebra (CH), 2015 Reus (ES), 2016 Albi (FR).

Desde 1989, antes do dia do encontro científico, foi organizada uma actividade de formação: 1989-91 metodos básicos em epidemiologia, 1992 análise geográfica, 1993 protocolo de investigação, 1994 estimativa de prevalência, 1995 estudo EuroCIM (4), 1996 registos e rastreio, 1997 estimativas de incidência e prevalência, 1999 qualidade de vida, 1999 qualidade dos dados e risco atribuível, 2000 tendências de tempo na sobrevida, 2001 avaliação de triagem, 2002 vírus e cancro, 2003 software, 2004 estimativa e avaliação do denominador, 2005 definição e classificação de tumores.

O GRELL estabeleceu boas colaborações com todas as Associações relevantes envolvidas na epidemiologia e registro do cancro, a partir do IARC e envolvendo também a IACR, a ENCR e a OMS. Também esteve entre os fundadores da ENCR.

A actividade da GRELL aumentou ao longo do tempo com um crescente envolvimento dos RCs de língua latina na Europa (por exemplo, Bélgica, Luxemburgo e Roménia) e também fora da Europa, tanto na América do Norte, Central e do Sul como na África.

Em 2016, os membros da CG decidiram mudar radicalmente o GRELL de um grupo de pessoas auto-nomeadas para uma Sociedade Científica com membros registrados (Assembleia Geral) e órgão de gestão eleito. A primeira votação está prevista para a próxima reunião do GRELL, agendada em Bruxelas, 24-26 de Maio de 2017.

* Este resumo é principalmente e vagamente baseado no documento original de Beatrice Venier e Fabrizio Rufo disponível em italiano na seção italiana do site da GRELL. Mais informações estão disponíveis no site do GRELL